Um Quinto.

em segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

DSC_4474

Lá vem o João
e ele passa e maltrata
meu coração
                                  que bate de cara na cara do acaso
– o fracasso do querer o que não se tem
e o que não se pode querer ter

Lá vem o João
monossilábico, silencioso
misterioso pintado de guache
                                  e há quem ache que talvez eu esteja cego
e estou cego
de admiração

Porque lá foi João, levando consigo meus olhos
e um quinto daquilo que já era seu.

Rafael M. Watanabe

Nota do Autor: Pagando de poeta urbano. Divertido, pelo menos, não?

3 comentários:

Gabriel disse...

eu o vi proclamar essa belezinha aí, me sinto vip.

Vanessa disse...

Foi a coisa mais linda e poética do meu dia.

E quem quer que seja esse João, onde quer que ele esteja, é bom que ele saiba que é um homem de sorte! rs

luana ; disse...

Muito bom.

Postar um comentário

Não se acanhe, e procure ser legível. =)