August.

em domingo, 24 de janeiro de 2010

            

          E surgia no meu horizonte o incógnito sombrio, cabelos curtos, barba inculta, olhar penetrante e uma doce e perigosa maneira de se enturmar. Não demorou até que eu me visse acatado pelos seus breves e raros monossílabos.
          Foi mais do que natural. Você surgiu - esquálido e macerado - em minha vida, mudo, neutro; mas logo cresceu monstruosamente em meu conceito, dominando-me, por fim, sem o querer. De pouco em pouco, todo o domínio que, sem cálculo, se derramou à minha volta espalhou a admiração intensa e o respeito absoluto que o tornaram – em pouco tempo – o culpado incondicional de todas minhas divergências e alegrias, conselheiro predileto em todas as decisões.
          O senhor surgiu monstruoso, mas autônomo.
          O antigo dominador hoje é títere de seu amor, que cresceu passivo, como uma sombra, e se condensou.
           E cresceu tanto que se projetou na minha história

Rafael M. Watanabe

2 comentários:

Fernando Marinho disse...

eu não sei amar assim.. mas enfim, você voltou ;}

The Only One disse...

Rafael Watanabe, nota: 10,0.

Postar um comentário

Não se acanhe, e procure ser legível. =)